sábado, 11 de agosto de 2018

Bombeiros Civis Tem Atuação Fundamental em Incêndio em Usina de Minas Gerais


Bombeiros civis heróis anônimos.

Uma explosão no Gasômetro 3 da Usiminas em Ipatinga, no Vale do Aço, mobiliza todas as guarnições do Corpo de Bombeiros da região na tarde desta sexta-feira (10). Segundo o Corpo de Bombeiros, haveria 34 feridos, mas não há confirmação de óbitos.
De acordo com a Polícia Militar, existe a suspeita que o gás seja tóxico e inflamável. A empresa fica no centro da cidade, e os funcionários foram evacuados. Alguns moradores da cidade e de bairros próximos de outros municípios adjacentes, como Coronel Fabriciano, chegaram a deixar suas residências por conta própria, por medo de intoxicação. 
O incidente aconteceu por volta das 12h40. De acordo com a Usiminas, houve uma explosão no gasômetro da Usina. A empresa foi evacuada rapidamente.
O Corpo de Bombeiros militar informou que os BOMBEIROS CIVIS DA USIMINAS encaminharam algumas pessoas para o hospital. Ao todo, 30 pessoas precisaram de atendimento médico.


Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros Militar informou que foi acionado por volta das 12h45. “Até o momento, 30 pessoas foram conduzidas ao hospital, nenhuma em estado grave. 1 pessoa sofreu um ferimento (corte) na face, decorrente de um estilhaço que foi lançado. As outras 29 vítimas foram pessoas que tiveram tonturas ou mal súbito decorrente da situação de pânico ou inalação de gás. Todas essas vítimas prestavam serviço ou eram funcionários da empresa. Um fator que favoreceu a menor gravidade da ocorrência foi o fato da fábrica estar em horário de almoço no momento da explosão”, informou.
As causas da explosão ainda estão sendo apuradas. O gás que estava no tanque é chamado de LDG (Linz Donawitz Gás), conhecido anda como gás de aciaria.

Os heróis anônimos.

A reportagem do conexão bombeiro conversou com Vinício Bastos, bombeiro civil a 10 anos, no Vale do Aço, para nós dizer quem foram os profissionais que a mídia local não citou e tiverem participação importantíssima nesse atendimento.
Vinício disse a nossa equipe que trabalhou na Usiminas por quase uma década e no ano de 2015 deixou o sistema. "Tive a honra de trabalhar com grande parte desses combatentes, posso afirmar, o trabalho dos bombeiros civis é importantíssimo, uma equipe que treina incansavelmente para atender com profissionalismo e eficácia situações como essa." ressaltou. 
Fonte: conexão bombeiro