domingo, 18 de novembro de 2018

Simulação de incêndio em hospital reúne 70 profissionais em Ribeirão Preto.

Bombeiros usaram fumaça em um dos andares para dar realismo à encenação, que contou com apoio de PMs, equipes do Samu e da Transerp.
Fumaça, corre-corre, gritaria. Sirenes ligadas e pacientes resgatados nas próprias macas. A movimentação em frente ao hospital assustou quem passava pela Rodovia José Fregonesi, em Ribeirão Preto (SP), na manhã deste domingo (18). Mas, não havia fogo, tudo era apenas simulação.
O treinamento de combate a incêndios envolveu 70 pessoas, incluindo equipes de brigadistas da unidade hospitalar, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Transerp, que administra o trânsito no município.
Bombeiros resgatam enfermeiro durante simulação de incêndio em Ribeirão Preto 
Uma máquina de fumaça foi usada em um dos andares do hospital para dar mais realismo à encenação. Os participantes – dez simularam ser pacientes e outros dez se passaram por acompanhantes – também foram orientados a agir como se realmente estivessem em perigo.
“Deu muito medo, lá em cima a gente não enxergava nada, tinha fumaça para todo lado e a gente ouvia só o barulho das ambulâncias, o pessoal em pânico por conta da fumaça. É bem real mesmo”, disse a engenheira ambiental Felícia Camila, uma das voluntárias.
Simulação de incêndio em hospital envolveu 70 profissionais em Ribeirão Preto 
Bombeiro e enfermeiro fazem atendimento durante simulação de incêndio
No estacionamento do hospital, as equipes montaram um pronto atendimento improvisado. Tecidos das cores verde, amarelo e vermelho foram colocados no chão para separar os pacientes de acordo com a gravidade de cada caso.
“É uma simulação que traduz uma realidade, que é a dificuldade de salvamento no caso de incêndio em um hospital, onde as pessoas estão limitadas, não conseguem se locomover. Realmente, o coração acelera”, afirmou o médico Gustavo Ribeiro de Oliveira.
PM e Samu participaram de simulação de incêndio em Ribeirão Preto
Equipes simulam atendimento durante incêndio em hospital em Ribeirão Preto
O capitão do Corpo de Bombeiros Vitor Puato de Almeida destacou que o treinamento ocorreu em uma área do hospital onde não há pacientes e explicou que esse tipo de atividade é fundamental para a corporação conhecer a estrutura do hospital.
“O hospital treina seus brigadistas e funcionários, o Corpo de Bombeiros treina e conhece melhor a planta, sabe aonde ir, o que fazer, onde posicionar as viaturas, onde estão hidrantes. Isso demonstra que estão preocupados com a segurança de todos”, afirmou.
Simulação de incêndio em hospital em Ribeirão Preto
Bombeiro faz anotação durante simulação de incêndio em hospital em Ribeirão Preto