quarta-feira, 10 de abril de 2019

Porto Alegre Combaterá Falsos Profissionais de Prevenção.

Município Pretende Apostar Na Orientação. 
Uma das maiores concentrações de Bombeiros Civis do estado Porto Alegre, se prepara para o trabalho de conscientização junto a sociedade diante da presença de bombeiros civis no município. 
As responsabilidades que envolvem esta atividade vinculadas a prevenção nas edificações portalegrenses fazem com que seus trabalhadores tenham sua diferenciação garantida entre os verdadeiros profissionais em relação aos aproveitadores inaptos que dela se utilizam. 
Porto Alegre que recentemente, teve aprovado o projeto de lei que estabelece a obrigatoriedade de Bombeiros Civis no município mais uma vez, trabalha pela excelência da prestação deste serviço. 
Com o objetivo de orientar todos os segmentos que se utilizam desta mão de obra.
Na quarta feira dia (10) em reunião que contou com iniciativa da Federação Brasileira de Bombeiros Civis e Conselho Consultivo da Frente parlamentar foi apresentado ao vereador Airton Ferronato do (PSB), o projeto de lei que institui o dia do combate, moralidade com ênfase ao exercício ilegal da profissão Bombeiro Civil no município. 
Coautor da legislação vigente em Porto Alegre, o Vereador Ferronato do (PSB) reafirma através do engajamento junto a esta nova proposta legislativa seu histórico compromisso junto a todos os Bombeiros Civis da Capital Gaucha.
Para o vereador: 
"É extremamente importante os integrantes da categoria interagirem junto ao poder público somente desta forma podemos construir alternativas políticas diante de suas demandas." Ressaltou. 
A proposta prevê ainda, a realização de fóruns de debates cujo objetivo, será o de orientar a população e o empresariado Gaúcho das práticas ilegais e seus malefícios perante a sociedade. 
A reunião que ocorreu no gabinete do vereador contou, com a presença dos bombeiros civis da entidade que encaminharam as demandas ao vereador Representando Federação Brasileira de Bombeiros Civis núcleo RS e sua Diretoria.

Fonte: 
Equipe de Jornalismo e Comunicação Social Febrabom RS. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário