domingo, 15 de setembro de 2019

COMUNICADO:
 FEBRABOM RS NO COMBATE A DESINFORMAÇÃO PROPOSITAL:
Viemos por meio desta, lamentar profundamente, a falta de ética, postura vinculadas a interesses pessoais e financeiros de alguns dirigentes de entidades (Ongs) principalmente, aquelas outorgadas por órgãos públicos com base no princípio de defesa da classe trabalhadora, mas que a postura sorrateiramente constante em nada corresponde aos interesses que envolve a maioria da categoria bombeiro civil no estado do Rio Grande do Sul. 
Estas entidades, principalmente as outorgadas de funções estabelecidas ao longo de anos, vêm a presentando uma postura vergonhosa completamente a quem, de sua finalidade direcionando se principalmente, ao aliciamento indiscriminado de pessoas e empresas com foco diretamente ligado a propagação de desinformações, inverdades e buscando para si, atribuições desconhecidas pelos instrumentos jurídicos com foco único e exclusivamente no interesse financeiro que envolve a classe. 
Ferindo direitos, induzindo pessoas e empresas a erros, caluniando, prejudicando outras instituições e assumindo pra si determinações fora de suas competências evidentemente, fica claro a reversão total de suas verdadeiras atribuições que em nenhum momento teria como atividade fim a de se preocupar, com cursos de formação, Certificados, credenciamentos, reciclagem de Bombeiros Civis e principalmente, de forma ridícula atestar a legalidade e reconhecimento de empresas e entidades. 
As funções que deveriam, ser distintas entre representação e Formação na visão retrograda de alguns, passou a se tornar uma coisa só, algo que prejudica o desenvolvimento da atividade no estado e que principalmente, não contribui para o fortalecimento, legitimidade e sustentação da profissão. 
FEBRABOM:
Tem sido comum em nosso dia a dia, o pedido orientação de empresas e bombeiros civis de várias partes do estado confusos com o desserviço realizado por tais representantes. Muitos deles, inclusive relatando o fato do credenciamento obrigatório para que possam trabalhar. 
Um absurdo, que necessariamente precisa ser urgentemente combatido. 
Desta forma, sem ações e planejamento pratico, ardilosamente tornou se cômodo que alguns assumissem pelo desconhecimento do grande público o papel ilegal e indevido de autarquia de classe da profissão Bombeiro Civil inventando regras, usurpando atividades, caluniando pessoas e utilizando pessoas para propagação de inverdades com base em seus interesses. 
A Febrabom RS, e Frente Parlamentar em Defesa da profissão Bombeiro Civil, sempre primaram pela defesa contundente frente a lisura e no trato as coisas bombeiris no estado do Rio Grande do Sul e diante disso, informamos ao nosso quadro de sócios e a todos os Bombeiros civis que estamos trabalhando para a averiguação destes possíveis fatos através do colhimento de provas para que atos ilícitos envolvendo a categoria sejam judicialmente coibidos e que seus respectivos responsáveis sejam penalizados. 

Júlio César Valêncio 
Presidente Febrabom RS e Conselheiro Consultivo da Frente Parlamentar 
em Defesa e Desenvolvimento da Profissão Bombeiro Civil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário