quarta-feira, 12 de junho de 2019

Curso Em Emergências Psiquiátricas Em Julho Em Viamão

Capacitação Em Emergências Psiquiátricas: 
Emergências Psiquiátricas é qualquer situação de natureza psiquiátrica em que existe um risco significativo de morte ou injúria grave para o paciente ou para outros, necessitando de uma intervenção terapêutica imediata. 
Considerado o primeiro curso atualizado desenvolvido diretamente para área de emergências psiquiátricas. 
O conteúdo elaborado, além de instrução teórica sobre suas peculiaridades aborda ainda, técnicas práticas de defesa pessoal adaptadas para contenção de pacientes com transtornos psicóticos relacionado diretamente na atuação de profissionais das áreas da saúde com ênfase a pacientes agressivos e suas respectivas emergências. 
Desenvolvido com técnicas atuais e principalmente, sem o uso extremo da força Emergências psiquiátricas, está diretamente ligado a profissionais tais como: Socorristas, Bombeiros Militares, Bombeiros Civis, Voluntários, Guardas Municipais, Profissionais do Samu, Cuidadores, Brigada Militar, Técnicos em Enfermagem, Socorristas e Resgatistas. 
Em parceria com as ações do Projeto Desenvolvimento Campeão elaborado Pela Febrabom RS 
O conteúdo, desenvolvido pelos instrutores: Enfermeira Sabrina Merkel especialista em Urgências e Emergências Coren Nº 268056 juntamente, com o técnico em Enfermagem Leandro Coutinho Coren Nº 703253 visam como principal objetivo, o conhecimento das técnicas aplicáveis em situações necessárias a sua utilização bem como, a preservação física do paciente envolvido. 
Com Inscrições abertas, há se realizar no próximo dia 20 de julho em Viamão com início às 08 horas da manhã.
 
O conteúdo ministrado abordará os seguintes temas: 
-Segurança 
-Principais patologias psiquiátricas 
-Sinais e sintomas 
-Como identificar riscos 
-Usuários de drogas e potenciais riscos no manejo 
-Manejo verbal 
-Princípios éticos 
-Tipos de contenção 
- Remoção 
-Práticas de técnicas no manejo de pacientes agressivos
Certificação: Sm & M - Life Support

Inscrições abertas!
Pronto Atendimento Febrabom WhatsApp: (51) 21602022
Valores para associados para pagamento a vista 150,00 , Parcelado em até 3X valor de 170,00 e dois Quilos de alimentos não perecíveis, 
Publico em geral a vista 200,00, Parcelado no Cartão em até 3X valor de 220,00 e dois Quilos de alimentos.
FICHA INSCRIÇÃO BAIXE AGORA e envia para o e-mail febrabomrs@gmail.com com a copia do RG.
Associado Febrabom tem desconto aqui!
Projeto Desenvolvimento Campeão
Organização Febrabom RS
Participe e Qualifique se!
Pronto atendimento Febrabom WhatsApp: (51)21602022.

Bombeiros Civis Querem Regulamentação da Lei Em Guarujá SP

Lei foi sancionada na gestão anterior; Prefeitura diz que Lei Estadual dispensa município de legislar a respeito.
Bombeiros Civis de Guarujá estão lutando para que a Lei 4.300/2016 seja regulamentada. Sancionada pela ex-prefeita Maria Antonieta, a lei trata da obrigatoriedade de bombeiros civis em locais como shoppings center, casas noturnas, hipermercados e campus universitário.
Quando sancionada, havia um prazo de 90 dias para sua regulamentação, que nunca aconteceu. Agora, a Associação de Bombeiros Civis e Técnicos em Segurança do Trabalho de Guarujá cobra uma resposta da Prefeitura.
"Se a lei já estivesse regulamentada, incidentes como o afogamento de banhista na Praia do Guaiúba, o incêndio em marina náutica e demais outros sinistros poderiam ter sido amenizados e talvez solucionados", afirma o presidente da Associação, Angelo Colombrino. "Não há condições de contar com o Corpo de Bombeiros como único grupamento na Cidade".
A Associação está tentando há dois meses um retorno da Prefeitura sobre o assunto. "Não somos oposição ao Prefeito, nossa intenção é trabalhar junto, porque temos muito a contribuir com a população".
Ainda segundo Colombrino, atualmente, a maioria das empresas prefere treinar seus funcionários como brigadistas. "Os brigadistas só têm cursos de 4 a 8 horas, enquanto os bombeiros civis têm mais de 260 horas. Se algo acontecer, eles não vão 'dar conta do recado'".
A bombeira civil e tesoureira da Associação, Gabriela Galdino, ressalta que o trabalho vai além de combate ao incêndio. "Também fazemos primeiros socorros, resgate de afogamento, engasgamento".

POSTOS DE TRABALHO
Colombrino acredita que a regulamentação da lei abriria cerca de 2.500 postos de trabalho em Guarujá. "Por conta da escala (12/36 horas), cada empresa contrataria mais de um profissional. No município temos cerca de 3.500 bombeiros civis".

PREFEITURA
A Secretaria de Defesa e Convivência Social de Guarujá informou que a questão já é regulamentada em âmbito estadual. "A Lei Estadual 1.257 de 2015 estabelece os critérios para a concessão de AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) às edificações. Um dos critérios é a existência de uma brigada de incêndios, regulamentada na Instrução Técnica número 17, também do Corpo de Bombeiros. A existência desta lei, dispensa o município de legislar a respeito".
Ainda segundo a Administração Municipal, "cabe ao estado tratar sobre os assuntos referentes a prevenção e combate ao incêndio, através do Corpo de Bombeiros.
Sobre o porquê da lei ter sido sancionada pela ex-prefeita, a Prefeitura disse que "não pode informar as razões da administração anterior".


Fonte: Diário do Litoral


domingo, 9 de junho de 2019

Bombeiros Civis Promovem Ato em Volta Redonda Solicitando Cumprimento de Leis.

Bombeiros Civis de Volta Redonda e Barra Mansa se reuniram no final da manhã deste sábado, 8, em Volta Redonda, para um ato cobrando o cumprimento das Leis Municipais das duas cidades sobre a obrigatoriedade dos profissionais em locais públicos e privados. Os bombeiros se reuniram em frente ao Palácio 17 de Julho, no Aterrado, de onde seguiram em caminhada até o Memorial Getúlio Vargas, no bairro Vila Santa Cecília, onde nova manifestação aconteceu.
Os manifestantes informaram ainda que aproveitaram o momento para oficializar a Comissão Organizadora dos Bombeiros Civis da Região Sul Fluminense, que foi formada há duas semanas. Disseram que o objetivo principal é lutar para que a Lei Municipal de Volta Redonda, de número 5474 de 2018, de autoria do vereador Fábio Buchecha (PTB), seja cumprida para que os profissionais sejam valorizados. A Lei de Barra Mansa, a de número 4250 do ano de 2014, já sancionada, segundo os bombeiros, também não é cumprida.
PELO MENOS OITO BOMBEIROS CIVIS
Os membros da comissão lembraram que, para se ter uma ideia, de acordo com a lei todo estabelecimento deve contar com pelo menos oito bombeiros para desenvolver suas atividades em turno de 12/36, mas que isso não acontece. Explicaram que muitos bombeiros civis enfrentam um curso de 80 horas, no Rio de Janeiro, e atualmente estão parados, já que as empresas não cumprem as leis. “Esses profissionais estudam, formam, têm credenciais e estão parados pelo fato da lei não ser cumprida”, reclamou o representante.
Ainda de acordo com os membros da comissão, a ideia é chamar a atenção dos vereadores das duas cidades para que criem uma lei para que as já existentes sejam cumpridas. “É cômico falar isso, mas é verdade, pois ninguém faz nada para mudar”, destacou um dos bombeiros líderes da comissão, que se identificou apenas como Gonçalves. Disse que é de Barra Mansa e esteve em Volta Redonda para representar a classe nessa grande luta por uma boa causa.
BOMBEIROS COM CARTEIRA ASSINADA
Atualmente em Volta Redonda, de acordo com os manifestantes, somente o Sider Shopping e o Park Sul contam com bombeiros com carteira assinada. “Hoje em Volta Redonda, sabemos que em templos religiosos e outras reuniões públicas que atraem de 300, 500 a 1.000 pessoas não contam com a presença de bombeiros civis.
Lembramos que a presença dos profissionais nesses locais não é somente uma questão do emprego, mas de preservação da vida de quem está dentro dos estabelecimentos. Os empresários têm que ajudar esses pais e mães de famílias formados, pois a função de bombeiro civil é importante não somente para preservar o patrimônio, mas a vida dos colaboradores dentro desses estabelecimentos. São profissionais treinados e capacitados para atuar não só questão na questão industrial, mas na social. É muito importante a função do bombeiro”, disse Lopes, outro membro da comissão.
Ele falou sobre a importância de bombeiros em eventos com grande público, empresas e em templos religiosos e ainda citou exemplos. “Temos vários exemplos recentes de que a presença de um bombeiro em eventos e outros locais salva vida, como aconteceu recentemente na CSN. Caso o local não contasse com os profissionais, muitos trabalhadores poderiam ter perdido a vida de forma trágica”, destacou Lopes.
LEI MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA
De acordo com a Lei Municipal 5474, de Volta Redonda, que dispõe sobre a obrigatoriedade de Bombeiros Civis nos estabelecimentos do município, Bombeiro Civil é aquele que habilitado nos termos da Lei 11901 de 12 de janeiro de 2009 exerça em caráter habitual função remunerada e exclusiva de prevenção e combate a incêndio com vínculo empregatício estabelecido com pessoa jurídica de direito privado credenciada junto ao Corpo de Bombeiro Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMRJ).
Ainda de acordo com a lei, os bombeiros civis que exercem funções classificadas como de Bombeiro Civil nível básico combatente ou não do fogo deverão possuir homologação e habitação registradas no CBMRJ na forma prevista na resolução 31 empresas prestadoras de serviço de bombeiro civil. São aqueles devidamente registrados e habilitados no Corpo de Bombeiro e que se encontram em condições de executar a forma de fiscalização e prestação de serviços de bombeiro civil e a formação e atualização.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Requalificação Anual Pra Bombeiros Civis 09º Edição Febrabom.

Organizada pela (Febrabom Núcleo Sul)A 09º reciclagem campeã 2019 contará, com o apoio e participação de diversas empresas e instituições do ramo de prevenção e socorro preocupados, com o desenvolvimento da categoria Bombeiro Civil. 
O objetivo,será o de proporcionar de forma acessível uma reciclagem de qualidade que atinja principalmente, os profissionais civis de baixa renda ou, desempregados... Possibilitando aos mesmos, continuarem aptos para o exercício de suas atividades a um baixo custo.
Terá a duração de 100 horas de acordo com os dispostos na NBR 14608 a se realizar em Viamão nos dias: 06, 07, 13, 14, 20, 21, 27, 28/07/2019
Associados Febrabom com Filiação em dia terá o custo de 350,00 a vista e no cartão 370,00 que pode ser parcelado em até 4x juntamente com dois quilos de alimentos não perecíveis.
Não sócio valor: 450,00 a vista ou 470,00 no cartão juntamente com dois quilos de alimentos não perecível. Parcelamento em até 4x Cartões: Master e Visa
OBS: Não sócio que queira desconto como filiado terá carência de 60 dias de filiação com a data da reciclagem.

Documentos necessários para a inscrição:
Documento de Identidade (RG xerox)
CPF ou CNH
Comprovante de residencia
Cópia do certificado de conclusão do curso de Formação para Bombeiro Civil (xerox)
Atestado de matrícula no ensino fundamental ou Certificado ou Histórico Escolar de conclusão do ensino fundamental ou outros documentos educacionais que comprovem a conclusão do ensino fundamental (xerox).
Atestado médico de saúde. 
Documentos todos escaneado por e-mail, não será aceito foto de documentos.
Inscrições:
E-mail: febrabomrs@gmail.com

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Frente Parlamentar da Profissão Bombeiro Civil Empossa Conselheiros No DF.

Frente Parlamentar em defesa e desenvolvimento da profissão Bombeiro Civil realiza debates e cerimônia de posse de seus conselheiros no DF.
Criada dentro das bases Constitucionais em 2016.
A frente parlamentar em defesa da profissão Bombeiro Civil organizou na última quinta-feira dia (30) além, de seu relançamento que visa o planejamento de ações até 2022 também, a posse no ato dos novos conselheiros municipais e estaduais que representam e trabalham pela frente parlamentar em todo o Brasil.
O relançamento da FPMBC que tem como presidente nesta gestão a deputada federal Celina leão (PP) e como vice, o deputado federal Alcides Ribeiro (PP) que voluntariamente, abraçaram a causa prevencionista no Brasil.
Ao contrário, das desinformações propositais cujo interesse, visa confundir a opinião pública sobre suas iniciativas. 
A frente parlamentar, trabalhando dentro das esferas legais Junto ao congresso Nacional em conjunto com o quadro político que a integra tem como principal premissa a defesa dos interesses da categoria Bombeiros Civis amparada pela lei Federal 11901 e código Brasileiro de ocupações através do CBO 5171/10.
Que por meio dos mesmos, da legalidade a atividade privada desenvolvida por Bombeiros Civis em todo o Brasil. 
Além, da luta pela regulamentação da lei federal que dá providencias a profissão. 
Outra importante demanda dentro dos objetivos da frente, é a criação dentro da forma legal do conselho autárquico da categoria algo que para todos, seria de extrema importância frente as ingerências inconstitucionais promovidas por funcionários públicos pertencentes a instituições estatais remunerados com dinheiro do contribuinte que a todo o momento através de manobras documentais tentam sem sucesso o domínio da atividade profissional privada e amparada por lei desenvolvida pelos profissionais da atividade.
 Através, do dialogo e defesa dos interesses da Profissão a Frente parlamentar, vem conseguindo promover junto ao congresso nacional o debate sobre a importância destes profissionais no âmbito preventivo privado em todos os cantos o Brasil Inclusive, derrubando juridicamente atos e ações inconstitucionais promovidos irresponsavelmente. 
Um dos próximos desafio da FPBC após seu relançamento, será o de promover o combate a desinformação proposital, a organização e envolvimento da categoria no Brasil além, da continuidade nos trabalhos e na luta pelas demandas já iniciadas em 2016.
Considerado um braço em auxilio ao poder público estadual e municipal e a toda sociedade Brasileira a profissão, através das iniciativas realizadas pela frente terão como missão a de desmistificar junto ao Congresso Nacional e a toda sociedade Brasileira a real função, diretrizes e prerrogativas da atividade desempenhada por Bombeiros Civis em todo território Brasileiro desta forma buscando, o reconhecimento merecido da atividade que por meio de arbitrariedades ainda não conseguiu sua valorização e espaço no território nacional.
fonte: http://www.conexaobombeiro.com.br/

quinta-feira, 30 de maio de 2019

Canoas Poderá Implementar a Presença de Bombeiros Civis No Município.

Canoas Trabalhando Pela Prevenção: 
A delegação composta por Bombeiros Civis pertencentes a Febrabom RS em Conjunto, com a Diretoria do Conselho Consultivo da Região Sul da Frente parlamentar Nacional em defesa e Desenvolvimento da profissão Bombeiro Civil, esteve reunida na tarde de quinta feira dia (30) no gabinete do presidente da câmara municipal de vereadores da cidade de Canoas Vereador: Cezar Paulo Mossini (MDB).
Canoas: 
Considerada um dos maiores Polos Industriais da região metropolitana de porto Alegre Canoas, Poderá entrar no hall das Cidades mais preventivas do Brasil assim como Porto Alegre e outras Cidades do RS por meio, de anteprojeto de Lei apresentado na tarde do dia (30) ao presidente da casa legislativa do Município. 
Embasado sobre Legislações Federais, municipais, seguindo diretrizes do CBM RS bem como, as observâncias de responsabilidades vinculadas a responsabilidade dos gestores municipais projetadas por legislação Federal nas questões de criação municipal de medidas protetivas sobre os temas: prevenção, combate a incêndio e pânico. O projeto apresentado, tem como única finalidade, a preservação de vidas, patrimônio e bem-estar dos munícipes e frequentadores em locais comprovadamente de grande fluxo do município
.
O compromisso da análise da proposta apresenta por parte da Febrabom RS e FPBC ao presidente da casa Cezar Paulo Mossini se deu, justamente pela completa diferenciação ao projeto anteriormente apresentado e vetado no ano de 2017 diante das inconstitucionalidades contidas na antiga proposta.
Diante disso, comprometeu se em ajudar as iniciativas sociais da Febrabom no município bem como, trabalhar através do diálogo conjunto para viabilidade de implementação deste projeto preventivo e de interesse público no município. 
Novas reunião serão realizadas.


Fotos: Fotógrafo Febrabom RS/Naian Meneghetti 
Equipe de Jornalismo e Comunicação Social Febrabom RS.



terça-feira, 28 de maio de 2019

Liminar Contra Lei de Bombeiros Civis é Derrubada em Porto Alegre.

Febrabom Presente no Julgamento da Liminar em Porto Alegre.
A FEBRABOM RS esteve presente, representada por seu procurador Dr Paulo Cordeiro e seu associado Paulo Artur...., ao lado da Associação das Vítimas da Boate Kiss, representada pelo seu procurador Dr. Renato Nakahara em sessão de julgamento de ação civil pública, do Tribunal de Justiça do RS, no intuito de defender a manutenção da legislação municipal de Porto Alegre a qual garante a contratação de profissionais Bombeiros Civis em número mínimo para garantir a segurança em estabelecimentos comerciais. Por ampla maioria de votos, a liminar que garantia a suspensão da legislação aprovada com apoio da FEBRABOM RS na Câmara Municipal foi derrubada, estando portanto, após a publicação do acórdão, a legislação preservada. Mais uma vitória da coletividade, mais uma vitória em prol das vidas humanas de Porto Alegre, em detrimento do mero aspecto financeiro.
Dr. Renato Nakahara - Dr Paulo Cordeiro.

Equipe de Jornalismo e Comunicação Social Febrabom RS.