domingo, 6 de janeiro de 2019

Bombeiro Civil 10 Anos de Desmandos na Profissão.

Esperança, Fé e Bom Senso. 
Tenhamos fé que nosso novo Presidente Jair Bolsonaro um dos signatários na criação da frente parlamentar em defesa da profissão Bombeiro Civil eleito pelo clamor nacional de mudança e desenvolvimento seja sensível, a criação do conselho de classe da profissão Bombeiro Civil. Demanda urgente, pertinente a categoria Bombeiro Civil em Todo o Brasil. 
Prestes a completar uma década de existência é completamente inadmissível, que os mesmos continuem alijados de direitos mínimos como: o cumprimento das leis, dignidade profissional e cláusulas pétreas como o direito ao livre exercício de trabalho. 
A existência da categoria Bombeiro civil que neste ano completará uma década está sendo vinculada de forma insuportável as interferências públicas, desmandos inconstitucionais, interpretações das mais variadas ordens, imposições que remetem a subordinação, a desorientação proposital disseminada pelas ilegítimas e caricatas autarquias que deveriam defender, proteger e não atrapalhar esta atividade, falta de planejamento de ações, salvo raras exceções a inoperância, pouca representatividade e sonolência de quase todas as entidades que compõem e que deveriam, defender de forma conjunta esta atividade. 
O visível encaminhamento ao extermínio da profissão em alguns lugares do País 
Principalmente, no estado de MG por meio da portaria Número 33 
Remetem para a urgentíssima prioridade na criação desta autarquia federal legítima que teria a missão, de trabalhar para todos os Bombeiros Civis de forma direta de norte a sul deste país cuja missão, se baseia em uma regra geral constituída pela legitimidade federal de suas ações com reflexos para todos que compõem a atividade em todos os cantos. 
Que nosso presidente, entenda, atenda e auxilie neste clamor nacional diante desta importante demanda que é de importância ímpar, para continuidade de existência desta tão sofrida, porém importantíssima categoria profissional com ênfase na prevenção e combate a incêndio espalhadas em todo o País. 
Tenhamos fé, que neste novo governo o bom senso, seja fator preponderante diante desta prioridade e que tenhamos, o apoio federal necessário para sua concretização.
Fonte: Equipe de Jornalismo e Comunicação Social Febrabom RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário