sábado, 16 de fevereiro de 2019

Incêndio atinge Hospital Fêmina, em Porto Alegre.

Prédio na Rua Mostardeiro pegou fogo na tarde deste sábado; chamas já foram controladas.
Um incêndio atingiu o Hospital Fêmina, em Porto Alegre, na tarde deste sábado (16). O prédio fica na Rua Mostardeiro, bairro Rio Branco. As chamas, no sexto andar, se iniciaram por volta das 16h30min e já foram controladas. 
A instituição não tem informações sobre como começou o fogo, em um quarto sem pacientes. O setor ao qual o cômodo faz parte foi evacuado, mas o hospital funciona normalmente.
Conforme o gerente da unidade de internação, Eduardo Trindade, ao menos parte dos pacientes, entre eles bebês recém-nascidos, será transferida para outros hospitais de Porto Alegre. 
Como ainda não sabemos as causas do fogo, a medida é necessária para a segurança deles — explica.
De acordo com o primeiro-tenente do Corpo de Bombeiros Jerri Ramos, que atendeu à ocorrência, ainda não é possível apontar as causas do incêndio. Ramos sublinha que não houve feridos e que o combate às chamas levou em torno de 15 minutos.
Superintendente do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Adriana Denise Acker disse que, dos 33 pacientes internados no sexto andar do prédio, 31 foram transferidos para outras instituições. Os outros dois pacientes teriam sido removidos para diferentes andares do Fêmina.
O funcionário público aposentado Marcos Morales, 68 anos, viu da rua o início do incêndio. Sua mulher está internada na UTI do hospital.
Estava no meu carro quando alguém gritou: "Fogo!". As labaredas já estavam altas. Minha preocupação foi evacuar o local — relata. 
Famílias com crianças foram acolhidas por moradores do condomínio em frente ao Fêmina. A via ficou bloqueada para o trabalho do Corpo de Bombeiros — às 18h, duas pistas foram liberadas.
A instituição, que pertence ao GHC, é voltado à mulher: presta cuidados do pré-natal à gestante, faz partos e trata dos bebês e das mães com alguma complicação, como hipertensão ou dependência química. O hospital conta com 166 leitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário