quinta-feira, 21 de março de 2019

Propagandas Inverídicas invadem a Profissão Bombeiro Civil no RS

NOTA DE UTILIDADE PÚBLICA:

A Federação Brasileira de Bombeiros Civis Núcleo Rio Grande do Sul.
No intuito, de orientar sobre a real situação que envolve a atividade prevencionista no estado e diante formação descompromissada de novos profissionais que a cada dia que passa incha ainda mais o mercado.
Orienta a todos, que a oferta de cursos de formação de novos bombeiros civis passa necessariamente pelo cumprimento de algumas normas envolvendo sua formação mesmo que componha a classe de cursos livres.
Rodeada por uma gigantesca oferta de ganhos financeiros absurdos fora da realidade da profissão bem como, as recentes e insistentes propagandas enganosas que disponibilizam inclusive, a formação gratuita, mas que, no entanto, são repletas de taxas imbuídas e valores subsequentes. Mancham e inundam de forma vergonhosa a profissão de informações inverídicas fora da realidade dos que a compõem.
A avassaladora oferta irresponsável, sem logística e critérios onde o objetivo principal é somente, o lucro financeiro não nos deixa outra alternativa, senão alertar sobre as práticas ilegais que se disseminam diariamente meio a sociedade. 
A Febrabom RS, como entidade de classe que compõe o setor, em defesa da atividade econômica de seus associados e em colaboração a sociedade gaúcha como um todo.
Esclarece a população que informações de extrema importância tais como: atendimento às normas, credenciamento das escolas, campos de treinamento, e locais adequados, histórico e a capacitação técnica dos multiplicadores provenientes desta enormidade de ofertas de cursos de formação vem omitindo, através das propagandas vinculadas, várias informações de extrema importância inclusive, previstas como direitos garantidos dos cidadãos ferindo de forma crucial o código de defesa do consumidor, código penal assim como, a própria NBR 14608, portaria número 001 Art 3º Parágrafo IX do CBM RS e legislações estaduais e municipais.

Orientamos a todos para que antes do investimento financeiro investigue-se o histórico destas empresas, suas atividades e metodologia denunciando, se houver irregularidades, comunicando os órgãos responsáveis no intuito de colaborar para o extermínio das práticas ilegais que lesam diariamente por meio destas ações diversos consumidores gaúchos leigos sobre esta atividade profissional e desatenta em seus meandros.

“Uma sociedade mais justa e digna, começa pelo respeito as atividades profissionais.” 


Julio Valêncio
Diretor Estadual Febrabom Núcleo RS
Conselheiro da Frente Parlamentar Nacional
em Defesa da Profissão Bombeiro Civil Req Nº 5.133/2016


Nenhum comentário:

Postar um comentário